quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

O ESTUDO DO CENTRO (XII)

CENTRO ABERTO
Um centro aberto é aquele em que todos os peões centrais ou foram trocados ou eles não estão presentes em qualquer uma das quatro casas centrais . Isso geralmente deixa a posição muito dinâmica, com colunas abertas para as principais peças e diagonais para os bispos e damas. Aqui, a estratégia deve ser a de  jogar ativo a todo custo. Ambos os lados devem procurar as fraquezas na ala do rei ou da dama usando seus cavalos, bispos, torres e damas. É raro em posições com um centro aberto ataques de peões sobre as alas do tabuleiro, como eles normalmente custam muito tempo, melhor criar uma fraqueza no adversário que será mais fácil para explorar com as suas peças ativas de longo alcance. É bastante raro encontrar aberturas onde um centro tão aberto surge , mas nas mãos certas, tais posições pode ser muito perigosas ... 
Posições com um centro aberto, geralmente leva a uma luta menos estratégica e mais combinativa, do gosto ao cálculo, com um jogo de peças muito mais rápido. Se você  é do estilo calculador tático (como Tal) , você pode querer ir para tais posições.
Abaixo exemplos de posições com centro aberto:



O mago calculador Mikhail Tal sentia-se a vontade em posições de centro aberto. Veja o que ele fez com o grande Smyslov nesta partida modelo de centro aberto.


Veja a partida comentada em espanhol


Viktor Kupreichik, forte jogador da Bielorrússia, de estilo agressivo, mostra abaixo como sabia jogar com um centro aberto. Na foto Kasparov pensa no lance e Kupreichik observa em pé.


Abaixo um exemplo clássico de centro aberto  entre Alekhine contra Lasker.
Na foto Emanuel Lasker observa a partida entre Alekhine vs Bogoljubow.


Veja a partida comentada em inglês