sábado, 22 de fevereiro de 2014

QUANDO TROCAR PEÇAS (1)

ESTRATÉGIA GERAL E A CLASSIFICAÇÃO DOS MOTIVOS
A troca de peças é uma ideia importante , em qualquer fase do jogo , que pode ter um enorme impacto sobre o equilíbrio estratégico . Nimzowitsch foi o primeiro a descrever o valor das trocas em sua obra "Meu Sistema" . Ele dedica um pequeno capítulo as questões dos motivos das trocas. Para o Mestre, as trocas surgem por si mesmo e quando parecem desejáveis caem como frutas maduras para se colher o melhor da posição. Aqui vamos ampliar o assunto e classificar as seguintes razões para se efetuar as trocas: 1) Realizar uma vantagem material; 2) Realizar uma vantagem posicional; 3) Eliminar peças chaves; 4) Facilitar um ataque; 5) Facilitar uma defesa; 6) Reduzir atividade inimiga; 7) Múltiplas trocas e 8) Trocas dinâmicas.

MAGNUS CARLSEN E OS SEGREDOS DAS TROCAS
Carlsen é muito bom nesse tema das trocas, pois tem um sentido incrível para levar a posição para uma clara vantagem e sem contra - jogo para o adversário. Abaixo algumas partidas do Torneio Morelia/Linares 2008 em que Carlsen consegue mudar o rumo da posição após as trocas de peças. 
Ele se sente muito bem em posições de poucas peças. Vai melhorando sua posição devagar e espera o adversário entrar em colapso.

Carlsen, com uma série de trocas, simplifica para um final melhor. 
Ele pressiona o adversário até o final , mas Ivanchuk defende bem e empata.



Carlsen usa a Defesa Alekhine para Ganhar de Topalov, nesta partida Magnus realiza uma combinação baseada nas trocas para ganhar material.


Na partida seguinte Carlsen tem uma escolha a fazer. Ele pode trocar para um final pior, com uma torre de duas peças ou manter as coisas vivas em uma posição pior no meio jogo. A primeira escolha, especialmente contra um jogador como Ivanchuk será apenas um sofrimento sem fim. Por outro lado, o meio jogo é pior do que o final objetivamente, mas o adversário tem chances de errar. Carlsen opta por manter as coisas complicadas o suficiente para em alguns movimentos Ivanchuk errar, por apuros de tempo, e ver a vantagem escorregar de suas mãos e Carlsen ganhar.


Veja o desespero de Ivanchuk no final desta partida.

Carlsen conduz um final em que as brancas tem dois peões passados na ala da dama. Carlsen melhora sua posição, trazendo o rei e centraliza as peças, em seguida, começa a avançar seu peão passado, Shirov vai ficando mais desesperado até errar, deixando Carlsen coroar o peão e ganhar o jogo.

Veja o dramático final deste jogo.