segunda-feira, 25 de julho de 2011

FISCHER DERRUBA O "TIGRE DE AÇO"

UM NOCAUTE COMPLETO!
Fischer - Petrosian em Buenos Aires

Em Buenos Aires, 1971, Fischer aos 28 anos, volta a ser "o gênio imbatível"


Na sétima partida do match Fischer vence impecavelmente!



Fischer,Robert James - Petrosian,Tigran V [B42]

Candidatos Final - Buenos Aires (7), 1971

[Pinto, C]

1.e4 c5 2.Cf3 e6 3.d4 cxd4 4.Cxd4 a6 Esta variante da defesa Paulsen, se tornou popular nas mãos de Spassky e Fischer trata de mostrar que o lance a7-a6 é uma perda de tempo. 5.Ad3 Cc6 6.Cxc6 bxc6 já que as pretas não têm o cavalo a jogada a7-a6 se tornou supérflua. 7.0-0 d5 8.c4 a jogada de Fischer resulta lógica: já que as pretas perderam um tempo na abertura, é necessário abrir rapidamente o jogo. 8...Cf6 [no estilo de Flhor, dos anos trinta, a continuação 8...dxc4 9.Axc4 Dxd1 10.Txd1 Cf6 11.Cc3 Ac5 12.Ag5 e5 e o peão débil c6, torna-se útil, defendendo a casa d5.] 9.cxd5 cxd5 10.exd5 exd5

inesperadamente se abandona a sua sorte. Agora a posição adquire um caráter aberto, e se pode dizer que as brancas têm vantagem em desenvolvimento. [>=10...Cxd5 , como indicou Polugaievsky; 10...Dxd5 11.Cc3 Dd7 mantendo controle da casa e4 e dando a posição um caráter semicerrado. Pode ser que a jogada Dxd5 obrigue as brancas a tomarem novos caminhos nesta velha variante.] 11.Cc3 Ae7 12.Da4+!
muito boa jogada. Em caso de 12....Ad7, 13.Dd4, as brancas transladam a dama com proveito a casa central. Petrosian oferece o sacrifício da qualidade, pois as brancas preferem passar a um final ganho. [12.Ae3 0-0 13.Ad4 Ae6 14.Te1+/=] 12...Dd7?! [12...Ad7 13.Dc2! (13.Dd4 0-0 14.Ag5+/=) 13...0-0 (13...d4 14.Ce4 Cxe4 15.Axe4 Tc8 16.Dd1
^) 14.Ag5!+/=] 13.Te1! [13.Ab5 axb5 14.Dxa8 0-0 15.Ag5?! Ab7 16.Da5 d4 17.Axf6 Axf6 18.Cxb5 Axg2! as pretas obtém uma perigosa iniciativa, agora o jogo já há passado a um prosaico final, onde as pretas estão próximas a uma difícil defesa.] 13...Dxa4 14.Cxa4 Ae6 15.Ae3 0-0 16.Ac5 típico jogo de Fischer. Desde logo ele considerou a variante [16.Cb6 Tab8 17.Axa6 Ad8 18.Ca4 d4 e a iniciativa é das pretas, pois as duas continuações possíveis (Ac5 e Cc5), Fischer escolhe a do texto. porquê? Porque é a mais dinâmica. em caso de ; 16.Cc5 a5! 17.Ad4 Axc5 18.Axc5 as brancas têm o par de bispos, pois as pretas tiveram tempo de fazer a jogada a6-a5, porque as brancas perderam tempo. Na partida as brancas tiveram tempo para fazer a jogada b2-b4 e fixar a debilidade do peão a6. ] 16...Tfe8 17.Axe7 Txe7 18.b4!+/- Rf8 19.Cc5 Ac8 20.f3 Fischer aqui não quer perder tempo: já que as pretas querem trocar a torre, então a torre da dama permanece na sua posição inicial! 20...Tea7
se até agora as pretas têm levado felizmente a defesa, aqui deixam escapar uma boa oportunidade. [>=20...Txe1+ 21.Txe1 Ce8! 22.Rf2 Cc7 23.Re3 Re7 24.Rd4+ Rd6 depois do translado do cavalo a c7, o pior a passado para as pretas.; 20...Ce8 21.Txe7 Rxe7 22.Te1+ Rf8] 21.Te5! as brancas atam o cavalo a defesa do peão d5, para não permitir a manobra Cf6-e8-c7. 21...Ad7 22.Cxd7+ Fischer não perde a ocasião para introduzir no jogo a torre da dama. 22...Txd7
23.Tc1 Td6 em caso contrário seguiria 24.Tc6, e a pressão das brancas aumentaria, inclusive não se poderia jogar g7-g6! 24.Tc7 Cd7 25.Te2 g6 26.Rf2 h5
aqui todavia se pode organizar um contra jogo, por exemplo: [26...Tb8 27.a3 a5 28.b5 a4 a falta de plano das pretas permitem as brancas criar no futuro a deteriorização da posição das pretas, mediante a ameaça de ativar o rei] 27.f4 restringe a possível atividade do cavalo preto. 27...h4 28.Rf3 f5 salva o peão de h4, mas debilita seriamente a sétima horizontal. 29.Re3 d4+ afastar o rei branco da casa central d4, pois abre a diagonal a2-g8 ao bispo branco. 30.Rd2
30...Cb6 equivale a uma capitulação, pois no campo das pretas já há demasiados pontos débeis. 31.Tee7 Cd5 32.Tf7+ Re8 33.Tb7 Cxb4 34.Ac4 as pretas se rendem. Não há defesa contra o mate ou grande perda de material. Nesta partida é difícil reconhecer Petrosian, pois Fischer foi explendido. 1-0