domingo, 17 de abril de 2011

ESTUDO DOS CLÁSSICOS (4)

O PRIMEIRO CAMPEÃO MUNDIAL DE XADREZ
Wilhelm Steinitz

Zukertort Johannes - Steinitz William [D40]

St.Louis  (W.ch - 7a.), 1886

[Kortchnoi / von Barden / Pinto, C]

Zukertort contra Steinitz em 1886

1.d4 d5 2.c4 e6 3.Cc3 Cf6 4.e3?! [4.Ag5 Cbd7 5.Cf3 Ae7 6.e3 Estratégicamnete é superior desenvolver o BISPO fora da cadeia de peões, pois ele é o BISPO RUIM que de preferência deve ser trocado com o objetivo de procurar um final favorável. ] 4...c5 5.Cf3 Cc6 [Com seu último lance as brancas não têm aproveitado convenientemente a vantagem da saída.] 6.a3 dxc4 7.Axc4 cxd4 8.exd4 Ae7 9.0-0 0-0

[O PLANO de isolar o central dama das brancas e entäo, BLOQUEÁ-LO e ATACÁ-LO era pouco conhecido em 1886 e por isso não há nada de surprendente no fato de, nas jogadas seguintes, Zukertort não encontrar as melhores casas para suas peças. O ideal sería 10.Te1, pois as brancas têm de combinar a possibilidade de alinhar a dama e o bispo contra "h7" (que costuma ser o ponto mais vulnerável no sistema defensivo que protege ao rei) e abrir o jogo no centro com "d5". Seja como for, os melhores escaques para o bispo e a torre da dama s}ao provavelmente "g5" e "d1"; assim, dois dos três lances seguintes de Zukertort são inexatos. Entretanto, ao contrario dos mestres atuais, que conheçem bem a posição do Diagrama, Zukertort contava com bem poucos precedentes para usar como base de sua estratégia.] 10.Ae3 [Comparativamente algo melhor que a movida da partida 10.Te1!? Db6 11.Ae3+/=] 10...Ad7 11.Dd3 Tc8 12.Tac1? (Kortchnoi.) [Representa o sistema clásico de desenvolvimento, que aparece com muita frecuença nos encontros disputados nas três primeiras décadas de nosso século.] [12.Tfe1 e levemente melhor.] 12...Da5 13.Aa2?! [13.d5! e bem mais emprendedor. Uma provavel continuação sería 13...exd5 14.Cxd5 Cxd5 15.Axd5 outorgando uma maior movilidade de peças as brancas.] 13...Tfd8 14.Tfe1 Ae8! [Steinitz mostra claramente suas intenções iniciando a pressão sobre o "PDI", o que deverá ser , obviamente compensado com uma enérgica ação sobre o rei adversário.] 15.Ab1 g6 [Prevenir e a melhor cura.] 16.De2 Af8 17.Ted1 Ag7 [A sucessão de manobras preparatorias continúam de forma normal, porem as brancas deixam transaparecer suas dúvidas em quanto a escolha de um PLANO certo de jogo. Essa incerteça posta de manifesto pelas brancas vai gravitar expresivamente no transcurso da partida pois ocasionará irremediavelmente a perda da INICIATIVA, que para as aspirações do "PDI" são uma arma fundamental.] 18.Aa2 Ce7 [Por enquanto as negras só estão preocupadas em cumprir o primeiro passo da cartilha. Bloquear o peão isolado.] 19.Dd2? [O único propósito deste lance parece ser tático, ameaçando, 20.Cd5 Dxd2 21.Cxe7+ Rf8 22.Axd2 Re7 23.Ab4+ Rd7 24.Ce5++; mais isso é fácil de evitar e as brancas ficam com a dama numa posição desagradável, cara a cara com a torre de "d8".] [19.Ag5!? sería superior, para enfrentar Cf5 com "d5" após o qual a formação de peças brancas sería semelhente áquela preferida pelos mestres modernos jogando com um peão dama isolado no lado do primeiro jogador.] 19...Da6 [19...Dh5!? 20.Ce2 Ce4! e as negras ficam algo melhor.; Com 19...Ac6 20.Ce5 Cf5 também e favorável para o segundo jogador.] 20.Ag5 Cf5=/+ [As negras aos poucos vão descubriendo os benefícios que proporciona jogar contra o "PDI".] 21.g4? [Agoviado pela falta de um PLANO concreta e sem um TEMA visivel para explorar, as brancas executam éste lance insensato que enfraquece as defesas do rei branco e precipita uma combina;cão pela qual as pretas já esperavam. Contudo a pesar de todos os cuidados adoptados por Steinitz no tratamento da abertura e posteriormente no começo do MEIO JOGO, as brancas mediante 21.Ab1! Aa4 22.Axf5 gxf5 23.Te1+/= tinham ainda a possibilidade de adquirir uma pequena vantagem] 21...Cxd4!=/+ [Se concretiza assim a pressão e captura do "PDI" embora com uma apreciavel ajuda do contrincante.] 22.Cxd4 e5 23.Cd5 Txc1 24.Dxc1 exd4 25.Txd4? [Brancas se precipitam em restabelecer o equilibrio material, deixando passar por alto 25.Ac4!? b5 26.Ab3! Txd5 27.Axf6 Td6 28.Axg7 Rxg7 29.Df4! com o qual teríam chances de obter novamente um completo equilibrio da luta e ainda ficar com uma imperceptivel vantagem posicional caraterizada pela sua melhor performançe de sua dama.] 25...Cxd5 26.Txd5 [Não e possivel 26.Axd8? por 26...Axd4 27.Axd5 De2! ganharía facilmente.] 26...Txd5 27.Axd5 De2!-/+ [Embora exista equilibrio material, após a movida da partida a situação das brancas se torna extremamente delicada, principalmente por causa da condição exposta em que se hacha seu rei.] 28.h3 h6? [Fiel a seu estilo conservador de jogo Steinitz deixa escapar um ganho imediato com 28...Axb2! 29.Dd2 Dxd2 30.Axd2 Ac6!] 29.Ac4? [Isto leva a uma derrota forçada.] [As brancas não poderíam realizar 29.Dd2 por 29...Db5 30.Ae3 Axb2 31.a4 Dxa4 32.Dxb2 Dd1+ 33.Rh2 Dxd5 34.Axh6 f6 35.Dxf6 Df7 36.Dxf7+ Rxf7 37.Ae3-+ com um final perdedor.; A única linha na qual havería um pouco mais de luta e 29.Ae3 Axb2 30.Db1! Rh7 31.Axb7=/+] 29...Df3!-+ 30.De3 Dd1+ 31.Rh2 Ac6 32.Ae7

32...Ae5+!! [Um belo remate.] 33.f4 [Se 33.Dxe5 Dh1+ 34.Rg3 Dg2+ 35.Rh4 Dxf2+ ganharía a dama.] 33...Axf4+! 34.Dxf4 Dh1+ 35.Rg3 Dg1+ [Agora se 36.Rh4 De1+ 37.Dg3 Dxe7+! e as brancas recebem mate em 8 lances.] 0-1