terça-feira, 22 de março de 2011

MINHAS PARTIDAS SELETAS (15)

O PECADO DE NÃO DESENVOLVER PEÇAS NA ABERTURA

MF Carlos Pinto (RN) contra Jesus Filho (MT)


Jesus Filho - Pinto,Carlos [B02]

Semana do Soldado - Natal - RN Natal (4), 1994

[Pinto,C]

Esta partida pode ilustrar o tema estratégico da importância do desenvolvimento das peças na abertura. 1.e4 Cf6 2.Cc3 d5 3.exd5 Cxd5 4.Cxd5 [outra alternativa poderia ser: 4.Ac4 e6 5.Cf3 Ae7 6.0-0 0-0 7.d4 b6 8.Ce4 Ab7 9.De2 Cd7 10.Td1 c5 11.Ab5 cxd4 12.Cxd4 Dc7 13.c4 C5f6 14.Cxf6+ Cxf6 15.Ae3 Tac8 16.Tac1 Tfd8 17.Aa4 De5 18.Ac2 Ac5 Bisguier,A-Keres,P/Tallinn 1971/Inf 11/0-1 (35)] 4...Dxd5 5.d4 Cc6 as pretas já assumem a iniciativa 6.Ae3 [outra opção poderia ser a jogada: 6.Cf3 Ag4 7.Ae2 0-0-0 8.c3 e5 9.0-0 exd4 10.cxd4 Ad6 11.Ae3 Rb8 12.h3 Ad7 13.Dc2 f6 14.a3 Tde8 15.Tfd1 Ce7 16.Dc4 Ac6 17.Dc1 g5 18.Ce1 h5 19.Af3 Df5 20.Db1 Axf3 como jogaram Alburt,L-Vasiukov,E/USSR (ch) 1967/Inf 05/0-1 (32)] 6...Af5 7.c4?!=/+ um lance precipitado do meu adversário, tentando responder de forma enérgica (ameaçando a dama preta), mas esquecendo o fundamento do desenvolvimento das peças na abertura. Melhor seria : [>=7.Cf3 0-0-0 8.c3 e5=] 7...De4 8.d5 novamente meu adversário insiste em mover mais um peão na abertura, contrariando a boa regra do desenvolvimento das peças. [8.Ce2 e5 9.d5 Cb4=/+] 8...e5! lance de ação contundente no centro e ao mesmo tempo libera uma diagonal(a3-f8) para o bispo de f8 entrar fortemente atacando o rei adversário. Neste momento estou claramente melhor. 9.a3? mais uma movida de peão e a situação das branca vai se complicando. [>=9.Ce2!? deveria ser observado, como uma alternativa para tentar recuperar pelo menos a igualdade com : 9...Cb4 10.Cg3 Cc2+ 11.Rd2 Ab4+ 12.Rc1 Cxe3 13.Da4+ Ad7 14.Dxd7+ Rxd7 15.Cxe4=; não 9.dxc6?? porque perde automaticamente após 9...Ab4+ 10.Re2 (10.Dd2 Axd2+-+) 10...Dxc4+ 11.Rf3 Dg4#] 9...Cd4!

Após este lance a força do ataque das pretas aumenta grandiosamente e a situação das brancas é muito incômoda. 10.Tc1 [10.Rd2 uma alternativa esquisita, mas de valor inferior ao lance da partida, pois a idéia da movida de rei é quase um "tabu", considerando a posição das peças pretas no momento. 10...Cc2 (10...0-0-0 11.f3 Dc2+ 12.Dxc2 Cxc2 13.Td1 Cxe3 14.Rxe3 Ac5+-/+) 11.Tc1 Cxe3 12.fxe3 0-0-0 13.Df3 Ad6 14.Dxe4 Axe4-/+] 10...Cc2+ 11.Txc2? [>=11.Rd2 é melhor do que a jogada feita, podendo entrar em variantes que aliviariam a posição branca. 11...Cxe3 12.fxe3 0-0-0 (12...c6 13.Db3 Ac5 14.Ce2 0-0-0-/+) 13.Df3 Ac5 14.Dxe4 Axe4 15.Cf3 The8 16.b4 Ad6 17.Re1 Ae7 18.Rf2=/+ e a grande vantagem das pretas foi dispersada.] 11...Dxc2 as pretas materializam a sua vantagem e a posição já é quase decisiva para as pretas que têm de se valer agora da técnica para concretizar o ponto. Esse trabalho é ainda de difícil realização e requer muito cuidado -"a difícil arte de ganhar uma partida ganha". 12.Dxc2 Axc2 13.Cf3 f6 14.Ae2 [14.Rd2 Ag6-+] 14...Ae4 15.0-0 b6 [15...a6 16.Cd2 Ag6 17.Cb3-+] 16.Cd2 Ag6 17.f4 [17.h4 Ac5-/+] 17...exf4 18.Axf4 Ac5+ 19.Rh1 Ad6 20.Axd6 cxd6 21.Cb3 Rd7?! aqui as pretas permitem um contra-jogo das brancas que poderiam aproveitar uma melhor coordenação de suas peças. [>=21...0-0!? 22.Cd4-+] 22.Cd4 The8 23.c5? as brancas perdem a melhor oportunidade de entrar novamente no jogo. [>=23.Ag4+!? Re7 24.Ce6 Ad3 25.Td1 Axc4 26.Cxg7 Tg8 27.Te1+ Rf7 28.Cf5 Txg4 29.Ch6+ Rg6 30.Cxg4 Axd5 31.h4-/+] 23...Txe2?!-/+ devolvo a qualidade tentando simplificar para um melhor final. Mas poderia ter jogado o melhor na posição : [>=23...dxc5 24.Ab5+ Rd6 25.Axe8 Txe8 26.Cb5+ Rd7 27.Cc3-+] 24.c6+ Rc7 25.Cxe2 Ad3 26.Tf2-+


[alguma remota esperança era : 26.Tf3!? Axe2 27.Te3 Ac4 28.Te7+ Rd8 29.Txg7 Axd5-+ e a esperança fluiu.] 26...Te8 27.Cg1 Te5 28.h3 [28.Td2 Txd5 29.Cf3 Rxc6-+] 28...Txd5 e as pretas abandonaram. Não há como impedir a perda de mais um peão em c6 e continuar seria uma luta inglória. 0-1