quarta-feira, 21 de setembro de 2011

UMA LIÇÃO DE GARRY KASPAROV

DINAMISMO E INICIATIVA
Kasparov ensina o que é dinamismo,
comentando uma partida de Karpov!

Karpov,A - Dorfman,I [A00]
Moscou, 1976
                                                    [Kasparov,G]

As regras de xadrez são semelhantes às de qualquer outro esporte. E não se aplicam apenas aos esportes: aqueles que são mais ativos, habilidosos e criativos é quem têm sucesso. O que é então o dinamismo no jogo de xadrez? Na minha opinião, dinamismo é o fortalecimento da própria posição a cada lance e as ameaças colocadas sobre as peças inimigas. Para que os lances sejam bem sucedidos é preciso que sejam adequado à estratégia do jogo e baseados em fundamentos táticos sólidos. Um enxadrista com uma reputação de ser um indivíduo enérgico tenta impor o seu próprio estilo ao adversário, forçando-o a lidar com vários problemas. Para ilustrar estes princípios, vamos analisar uma partida disputada pelo então campeão mundial, Anatoly Karpov. 1.e4 c5 2.Cf3 d6 3.d4 cxd4 4.Cxd4 Cf6 5.Cc3 e6 6.g4 Ae7 7.g5 Cfd7 8.h4 alguns dos resultados da abertura são óbvios: as brancas limitaram as peças adversárias na ala do rei às duas últimas fileiras, com o cavalo na casa d7 bloqueando o bispo na casa c8 e até a própria dama, parcialmente. 8...Cc6 9.Ae3 a6 10.De2!?
é uma ideia interessante e ativa, que leva a uma disposição equilibrada de peças. Karpov coloca a sua dama na coluna do rei de modo que a mesma não fique na frente da torre na casa d1 e ao mesmo tempo contribua para criar ameaças de combinações. A dama não bloqueia o bispo na casa f1 que pode ir para h3 e jogar Axe6 posteriormente. Conforme você pode ver, o lance das brancas é eficiente e pressiona as pretas. 10...Dc7 11.0-0-0 b5 a resposta adversária é forçada. As pretas são empurradas para trás e tentem encontrar algum jeito de impedir que as brancas executem algum lance decisivo. Mas o jogo já vai adiantado e o último movimento das pretas tem mais a ver com o desespero que com uma ação justificável. 12.Cxc6 Dxc6 13.Ad4! esta jogada é muito desagradável para as pretas, porque o lance natural 13....0-0 irá levar logo à derrota devido ao ataque por parte dos peões brancos, ao passo que 13....e5 cria um ponto fraco na estrutura preta na casa d5. 13...b4

as pretas tentam forçar a saída do cavalo de uma posição de controle da casa d5. Elas jogam de modo lógico, mas sua estratégia carece de um embasamento sólido e as suas peças estão mal posicionadas. Como podem as brancas explorar estas fraquezas? 14.Cd5! este é um lance extremamente eficaz já que o bispo na casa d4 se torna mais e a dama branca entra no combate, para a surpresa das pretas. 14...exd5 15.Axg7! Tg8 16.exd5 Dc7 17.Af6 as brancas ganharam dois peões em troca do cavalo e boas perspectivas de ataque contra o rei inimigo que fica preso no meio do tabuleiro. 17...Ce5! é o único jeito de resistir. Uma vez que há a ameaça de 18...Ag4 as brancas não têm tempo para jogar f4. As pretas têm que procurar reduzir o potencial de ataque das brancas. 18.Axe5 dxe5 19.f4 agora um ataque de peões substitui o ataque de peças. As pretas não têm como evitar que as brancas conectem os seus peões pois após 17... e4 seguir-se-ia a sequência vencedora. 19...Af5
[19...e4 20.d6 Axd6 21.Dxe4++-] 20.Ah3 o desejo de restringir o contra jogo do adversário é típico do estilo do campeão do mundo. [As brancas poderiam ter jogado 20.fxe5 sem correr o risco de 20...Tc8 por causa de 21.Th2 Da5 22.Dxa6 Dxa6 23.Axa6+/- Karpov decide-se por trocar os bispos de casas brancas eliminando assim qualquer risco à casa c2.] 20...Axh3 21.Txh3 Tc8 22.fxe5 [Na minha opinião, 22.b3 e4 23.Dxe4 Tf8 24.f5 seria melhor, porque assim a dama preta não poderia entrar no jogo] 22...Dc4! as pretas põem sua dama em uma posição ativa e o equilíbrio parece alterar-se. 23.Tdd3 manobras de torre ao longo da terceira fila também fazem parte das táticas preferidas do campeão. Neste caso, este lance não só precede a troca de damas como também serve ao propósito de melhorar a coordenação das peças brancas. A coordenação das peças é um fator muito importante que de fato define a força de um jogador de xadrez. A habilidade de coordenar a movimentação de cada uma das peças e de cada peão de modo que eles hajam em conjunto e sob um único plano, ao mesmo tempo em que se protegem mutuamente, é uma grande arte. Aqui novamente ambas as torres na terceira fileira estão prontas a apoiar o progresso dos peões centrais, ao passo que a dama protege a casa c2 e está pronta para apoiar as torres. A dupla de peões(d5,e5), protegida por suas próprias peças, é muito poderosa. Estes peões podem forçar o adversário para a última fileira e desorganizar as suas ações. 23...Df4+ [esta parece ser a melhor resposta. Se 23...Dxa2 24.d6] 24.Rb1 Tc4! 25.d6 Te4!
26.The3 As brancas têm de trocar outro par de peças, abandonando qualquer esperança de explorar a localização desfavorável do rei e da torre das pretas. A falta de coordenação das peças dos adversário é resultado do mau posicionamento da torre na casa g8 e da limitação da sua mobilidade. 26...Txe3 27.Txe3 Dxh4 [O contra-sacrifício 27...Txg5 28.hxg5 Axg5 seria ineficaz por causa da má localização do rei: 29.d7+ Rd8 30.Dxa6 Dxe3 31.Dc8+ Re7 32.De8#] 28.Df3! Os peões brancos dividem as forças das pretas em duas partes e não há uma defesa adequada às ameaças de Dc6+ ou Da8+. Um peão defendido, que penetre fundo na posição do adversário ou a conquista de um posto avançado similar, desorganiza as forças do adversário e divide em duas unidades mais fracas. 28...Dxg5 29.Te1 Dg2?! 30.Df5 Tg6 31.Tf1 Dd5 32.dxe7 Rxe7 33.Df4! as brancas recuperaram a peça e mantiveram o ataque. O pequeno número de peças restantes só melhora, ligeiramente, as chances de sobrevivência das pretas. Quando somente restam algumas poucas peças no ataque tudo depende da força das defesas do rei. Neste caso o rei preto não tem praticamente defesa alguma e tudo o que as brancas precisam é de precisão no ataque, o que não falta ao campeão mundial de então.
33...a5 34.Dh4+ Re8 35.Dxh7 Df3 36.Dh8+ Re7 37.Dh4+ Re8 38.Dc4! Db7 39.b3 Te6 40.Tg1! Txe5 41.Tg8+ Re7 42.Dh4+ Rd7 43.Df6! Te7 44.Df5+ Rd6 45.Dxa5 Te5 46.Dd8+ Re6 47.Rb2! f6 48.Tf8 Dg7 49.Dc8+ Rd5 50.Dc4+ e as pretas abandonaram. Portanto, tente ser enérgico e você poderá realmente gozar dos benefícios. Deixe as suas peças interagirem bem, e ajudarem-se mutuamente. Assim você experimentará os louros da vitória com mais frequência que a amargura da derrota. 1-0