quinta-feira, 8 de agosto de 2013

A PROFILAXIA NO XADREZ VII

O lendário e genial Tal tinha dificuldades de usar o pensamento profilático, em muitas partidas(veja o exemplo abaixo) ele deixou de ganhar por faltar usar este pensamento. Se a profilaxia fosse tão forte em Tal quanto seu domínio no resto dos conceitos estratégicos, teria sido perfeito! 

Kramnik também teve partidas que desperdiçou por não encontrar o caminho do pensamento profilático (veja partida abaixo).

O tema da profilaxia no xadrez pode ser muito complicado, mas com o Mestre Internacional Jorge Rosito - não tem que ser! MI Rosito explica que para realmente fazer progresso no xadrez, a profilaxia deve ser parte de todas as nossas partidas. Para avançar e progredir no xadrez, você tem que entender os desejos e planos do adversário!